A Razão que Alcança o Céu

2022/04/26

Oyassama ensinou:

“Quão penoso e desagradável seja o trabalho, se fizer julgando-o excelente, esta razão alcançará o céu. A razão aceita por Deus será transformada excelentemente em virtude. No entanto, mesmo que faça trabalhos difíceis e cansativos, se fizer queixando-se: ‘ah! Que penoso!’, ‘ah! Que desagradável!’, a razão da insatisfação alcançará o céu.”

Não é de hoje que qualquer pessoa se empenhe para ser vista como: uma pessoa de boa índole, uma excelente formação acadêmica, o sucesso profissional e se tornar famoso.

Qualquer pessoa se esforça para melhorar a sua aparência externa, fazendo dietas, usando os melhores cosméticos e roupas que estão na moda.

Há pessoas que realizam ações em beneficio próprio, que cometem crimes para chamar a atenção ou até mesmo se suicidam para melhorar a sua reputação.

Quando as pessoas cometem um erro, não é o erro em si que as preocupa, mas em como será a reação dos outros. Ficam preocupados se foi percebido, se podem ser ridicularizados ou menosprezados.

Esse pode ser um fator causador de estresse, ou seja, a preocupação em como somos vistos pelos outros.

Não poupamos esforços para melhorar a nossa aparência externa. Mas, e a interna? Talvez, a tendência seja negligenciar o bem-estar interno.

De nada adianta a beleza externa, se por dentro é vazio e inabitável. A divergência entre a beleza externa e a interna pode ser a causa das dificuldades que enfrentamos.

Oyassama olha como somos por dentro e não pelas aparências. Ela está ciente do que se passa dentro de nós - seja nossa profunda indignação, egoísmo ou profundo senso de gratidão. O que chega ao céu é o nosso verdadeiro estado de espírito.

PDF Download